Criadouro Onça Pintada

Um criadouro que ocupa uma área de 132 hectares, possuindo mais de 150 recintos que abrigam mais de 2.200 animais de 190 espécies.

Manutenção

O Criadouro Onça Pintada é mantido pela Associação de Pesquisa e Conservação da Vida Silvestre, que tem como objetivo sustentá-lo e ampliá-lo dentro dos padrões de qualidade exigidos pelo IBAMA, colaborando com a preservação e perpetuação da fauna e da flora silvestres do país.

População silvestre

Atualmente o Criadouro Onça Pintada ocupa uma área de 132 hectares, possuindo mais de 150 recintos que abrigam mais de 2.200 animais de 190 espécies. Esta população silvestre é mantida para Programas de Recomposição e Manejo, com desenvolvimento de técnicas de criação e pesquisas em nossa área de atuação.

História

Nossa história começa em janeiro de 1995 … neste ano uma área rural originalmente usada para pecuária com 60 hectares foi adquirida. Apresentava grande degradação com áreas de erosão, assoreamento de mananciais e perda da cobertura vegetal devido à lotação de animais na atividade comercial.

Lenta e progressivamente a cobertura vegetal foi sendo reconstituída ao padrão original com a reintrodução de espécies nativas de árvores ameaçadas. O retorno dos animais silvestres ao local foi lento e por vezes inexistente devido ao desaparecimento da fauna nas propriedades lindeiras.

Em 2002 a propriedade recebeu 12 exemplares de Cotias provenientes do Museu de Historia Natural do Capão da Imbuia – da Prefeitura Municipal de Curitiba – como parte de um programa de repovoamento dos bosques protegidos com esta espécie.

Devido ao sucesso obtido, buscamos autorização junto ao IBAMA para aproveitamento da área para receber, proteger e reproduzir outras espécies da fauna brasileira ameaçada.  Assim, no ano de 2003 foi fornecida a Licença de Operação de um Criadouro Conservacionista pelo IBAMA, quando recebemos o primeiro exemplar de Onça Pintada (chamado Juca), proveniente de um zoológico público fechado, devido à falta de condições adequadas de manutenção.

Depois do Juca vieram muitos animais de outras espécies, na maioria provenientes do tráfico, posse ilegal ou resgate de Fauna. Desde então, o criadouro tem crescido continuamente e em 2009 foi criada a Associação de Pesquisa e Conservação da Vida Silvestre.

background

Cada pedaço de terra é sagrado, onde cada ramo brilhante de pinheiro, cada punhado de areia das praias, a penumbra na floresta, cada clareira e inseto a zumbir carregam consigo as lembranças e experiências do homem…

Os rios são nossos irmãos…

O murmúrio das águas é a voz de nossos ancestrais, a água brilhante que escorre nos picos rochosos, nos sulcos úmidos nas campinas, nos rios e riachos, não é apenas a água que sacia a nossa sede, mas o sangue de nossos antepassados…

O ar é precioso… Todas as coisas compartilham o mesmo sopro: o animal, a árvore e o homem. O vento açucarado pelas flores dos prados, perfumado pelos pinheiros, que encrespa a face de um lago, deu aos nossos antepassados, o primeiro inspirar e o último respiro.

E se todas as plantas e animais se forem, o homem morreria de uma imensa solidão de espírito, pois tudo que acontecer à Terra, também acontecerá aos filhos da Terra. Todas as coisas estão ligadas, como o sangue que une uma família.

O homem não tramou o tecido da vida: ele é simplesmente um de seus fios… A Terra não pertence ao homem…

O homem pertence à Terra…— Cacique Si’ahl (Seattle) – 1854 —

A Equipe

Luciano do Valle Saboia

Proprietário
Médico Oncologista & Cirurgião
  • Presidente da Associação de Pesquisa e Conservação da Vida Silvestre
  • Proprietário

Cristiane Lange Saboia

Proprietária
Médica Oncologista & Hematologista
  • Proprietária

George Ortmeier Velastín

Médico Veterinário
Médico Veterinário | CRMV PR 4993
  • Especialista em Biologia da Conservação
  • Mestre em Medicina Veterinária
Gostaria de ajudar nosso projeto?
Seja um voluntário ou colabore!
background
Seja mais do que somente um espectador
Você pode contribuir com esse projeto de maneira direta, tendo uma incrível experiência de imersão no criadouro.

* Não vendemos ou compartilhamos suas informações com mais ninguém.